DRIPED

Imagine…
Que para sobreviver você precisasse COMER arte.
Que que, aos poucos, você se transformasse na ARTE que você comesse…
Este curta metragem nos faz refletir sobre como nos relacionamos com a arte e como pode ser tensa a busca pela nossa essência artística.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>